Transilvânia, episódio 1: o dia que a saudade me arrebatou

27 08 2009
vista de Brasov

vista de Brasov

salut!

a ultima noite em Bucareste foi bem agradável, eu, Christian e o irmão mais novo dele, o Alin, fomos para um pouco de esportes. jogamos ping-pong por uma hora, depois fomos pra quadra jogarmos um pouco de basquete. na volta pra casa ainda fiquei acordado até umas 3 da manhã conversando com violeta, que divide o apê com ele.

na manha seguinte ele me deixou na estação de trem e três horas depois desembarquei em Brasov (BRASHOVI) minha base para explorar a Transilvânia. e apesar dos arrepios causados ao se mencionar essa região, é uma das áreas mais belas da Romênia, recheada de vales e montanhas coloridas por um verde intenso do cobertor de coníferas que as cobre.

ainda na estação tinha um funcionário do hostel me esperando, fui surpreendido com um chamado: olá, Rogério do Brasil! ele me deu um mapa e direcionamento pra chegar ao kismet dao hostel, meu local de repouso, sem maiores problemas, e me salvou do afã dos taxistas que avançam nos turistas oferecendo o melhor preço pela corrida.

na recepção a gerente me recebeu informando as curiosas características do estabelecimento: – você pode usar a Internet o quanto quiser, lavamos a sua roupa de graça, cada noite que ficar aqui lhe da o direito de um drink cortesia, tem café e chá à vontade o dia todo, a cozinha é toda sua, tem sala de tv e vídeo game e a recepção esta a sua disposição 24 horas. – e tudo isso por R$27 por noite. ai eu perguntei se também tinha massagem, pois se tivesse seria demais e eu me recusaria a fica ali!!!

A igreja negra principal atração de Brasov

A igreja negra principal atração de Brasov

descarreguei minhas tralhas e segui pra dar um role pela cidade, principalmente pelo centro histórico dentro das muralhas. ao atravessar um dos portões me deparei com um conjunto arquitetônico de casas em estilo colonial, bem coloridas e coladas umas nas outras lembrando os casarões da lapa e do centro antigo do rio.

almocei e logo m seguida liguei pra casa, pois sabia que minha mãe estava ansiosa sobre como é a Transilvânia. ao discar o numero já me deu um certo vazio no peito, e quando ela atendeu e perguntou onde eu estava à primeira coisa que passou pela minha cabeça foi que qualquer resposta que eu desse significaria a mesma coisa: muito longe do meu lar, família e amigos.

e ao dizer: Transilvânia e notar seu tom de satisfação foi o estopim de algo que sabia que mais cedo ou mais tarde me agarraria e me tomaria por inteiro, a saudade da terra pátria. falei mais meia dúzia de coisas, desliguei e caminhei sem rumo pela ruas históricas. imaginava as expressões e comentários que meus pais fariam a respeito da paisagem e das pessoas ao redor.

sentei por um tempo sob o sol numa praça qualquer e a lembrança das pessoas que gosto me arrebatou. Fizeram-me sentir pela primeira vez em toda viagem como o estrangeiro que sou nessas bandas, exilado que vaga de pais em pais pra ver o novo e relatar tais maravilhas que vejo para todos aqueles que deixei ao partir.

as ruas do centro da cidade lembram os sobrados coloniais do Brasil

as ruas do centro da cidade lembram os sobrados coloniais do Brasil

lembrei dos comentários em fotos e artigos do blog que cada um tem escrito, provando que, mesmo de vez em quando, acompanham minhas façanhas. Fez-me perceber como eu sou querido essas pessoas, e como elas também são importantes para mim. que as amizades que cultivo com tanto afinco e apreço estão crescendo com raízes profundas e sinceras.

olhar ao redor e ver os rostos anônimos dos cidadãos romenos, que levam suas vidas dentro da normalidade que se espera e não tem nada a ver com o que sinto. eles não imaginam o turbilhão que quase me afoga, ali sentado em um banco de praça, e que meus óculos escuros escondem olhos marejados da água salgada de lágrimas de saudade daqueles que queria que estivessem sentados ao meu lado.

meus pensamentos viajaram de volta e cruzaram o oceano atlântico pra tentar adivinha o que você, que esta lendo este texto agora, estaria fazendo. que não importa as aventuras ou perrengues que eu enfrente me acalenta com comentários e recadinhos.
pensei em meu principal mote de vida que é que a felicidade é tão simples que muitos tolos não a vêem embaixo dos próprios narizes, pois não se trata de um estado, mas de um ciclo e pequenas coisas, momentos que acontecem a cada dia, e este foi pra mim um momento feliz. soube que apesar dos milhares de quilômetros de distancia, tem um cadinho de gente que olha por mim.

desculpem-me se eu não pude ainda contar muito sobre as maravilhas da Transilvânia, mas não pensei em outra coisa o dia todo, a não ser nos entes queridos que estão aí no nosso brasilzão que trago tatuado na carne como prova do orgulho e do amor que sinto da minha família, cidade natal e pais!

até a próxima!

Anúncios

Ações

Information

One response

30 08 2009
dinda

Amado
estou em salvador e aproveitei um intervalo p ver como voce anda
fiquei preocupada c vc
interessantemente ontem eu tambem senti muitas saudades das pessoas que amo
em viagens para o exterior,eu descobri que tenho um tempo de tolerancia. chega uma hora que não aguento mais nao ouvir minha lingua mãe, isso fora a saudade das pessoas
mas fique tranquilo, esta tudo bem
te amamos e desejamos que sua viagem seja maravilhosa assim como seu retorno seja breve
fazer o que???
o ser humano é contraditorio mesmo
logo logo vc encontra o enders e um amigo nestas horas é uma benção
e tambem rapidinho chega o dia de seu retorno, não é mesmo?
ah sim…eu li o recedo da mandinha sobre o sport tv, vc se interessou?
parece que é a tua cara, rs
bjkarinhosa da dinda e todos que te amam muito
fique com deus e telefone para matar as saudades de todos, as suas ne as nossas
Juju

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: