Bucaresti e a revolução que não terminou

26 08 2009

Salut!

O parlamento romeno, segundo maior prédio público do mundo. só perde pro pentágono

O parlamento romeno, segundo maior prédio público do mundo. só perde pro pentágono

Eu fiquei uns dias sem escrever porque não tinha nada de interessante o suficiente, mas agora que já estou no meu terceiro dia de Romênia já da pra ter um panorama do povo. E também saber um pouco mais sobre a transição do comunismo para o regime capitalista.

Cheguei na capital romena no inicio da tarde, e para minha decepção a parada do ônibus era numa área afastada do centro sem muitos recursos. Como eu tinha lido que os ônibus internacionais iam para a principal rodoviária não me importei, mas por alguma razão eles me deixaram no meio do nada. Primeiro perrengue era arrumar dinheiro local, pois eu não tinha nenhum lei sequer (moeda romena), mas me achei bem sortudo por ter um caixa automático na, digamos, rodoviária. Mas a porcaria do troco quase engoliu meu cartão e não me deu nada em troca. Sério, foram uns três minutos de aflição, pensei logo que alem de ficar sem bufunfa ficaria sem o único meio de arrumar grana.

Sem dinheiro, e com o cartão recuperado tentei me achar, mas a região era tão remota que não estava no mapa. As ruas transversais nem asfalto tinham pra vocês terem uma idéia. E eu com a mochila nas costa chamando a atenção de todos que estavam ao redor. Uns dez minutos foram suficiente pra eu pedir arrego. Parei o primeiro camarada que passou por mim e pedi ajuda. Por sorte o maluco me deu a maior forca. Primeiro ele comprou um bilhete de ônibus pra me enviar pro centro da cidade. E enquanto esperávamos o ônibus eu mencionei que precisava sacar um qualquer pr comprar um cartão telefônico e ligar pro meu anfitrião. Na hora ele pegou o celular dele e ligou. Em menos de cinco minutos eu estava no táxi a caminho da casa do Christian que me hospedou aqui em Bucareste.

marco da revolução contra o comunismo

marco da revolução contra o comunismo

Aliás, foi o próprio Christian que pagou o táxi, pois eu ainda estava de bolsos vazios. Mas dei a forra a ele no almoço que foi por minha cota. E um detalhe, andar de táxi na Romênia, pelo menos na capital é uma emoção bem forte, mais que andar de montanha russa. É só pra quem gosta de viver perigosamente. Por umas três vezes eu “pisei” no freio instintivamente, fora as ultrapassagens estilo Schumacher. Mas voltando ao que interessa fui logo desbravar meu novo destino.

A língua romena assim como o português, francês, espanhol e italiano deriva do latim, então muitas palavras são as mesma que a do nosso idioma e não fica tão difícil de se encontrar (principalmente depois de ler as placas em grego e em cirílico, assim ficou fácil).

As ruas de Bucareste ainda guardam muitos resquícios do regime comunista seja pelos prédios cinzentos e decadentes, seja pela população mais velha que tem um ar melancólico e as vezes parecem zumbis, pois ainda não se encontraram no mundo capitalista depois da revolução de 89 quando o povo romeno deu de presente de natal para seu presidente Ceausescu e a primeira dama uma rajada de balas no paredão de fuzilamento.

E é justamente a obra do ditador que ainda é muito visível por aqui, especialmente alguns prédios públicos como o palácio do parlamento que é gigantesco, talvez o maior do mundo. A corrupção e uma certa marginalidade também serviu como alternativa pra muita gente apos a queda do comunismo, tanto que só em 2007 a Romênia foi aceita na união européia e com muitas ressalvas, ressaltando ainda mais seus problemas internos de primo pobre.

Minha jornada por Bucareste foi bem tranqüila e os pontos de interesses não são tão interessantes assim por isso um dia foi suficiente pra ver tudo, como o ateneul onde concertos, operas e pecas de teatro importantes tem como palco. O prédio da sede do antigo partido comunista que hoje funciona como sede ministerial. O arco do triunfo que segue os moldes dos outros espalhados por toda Europa como os de Berlim, Paris e Roma.

O Arco do Triunfo de Bucareste

O Arco do Triunfo de Bucareste

Mas o que mais valeu aqui na Romênia até agora foi conhecer o Christian, pois ele tem um ponto de vista bem interessante sobre a realidade do pais dele, como as pessoas agem como robôs ou zumbis, da mesma forma que 20 anos atrás, como se a revolução não tivesse terminado e o sistema mudado de configuração. Ele sempre tem algo a dizer e também gosta de umas cervejinhas e tem um estoque especial em casa. Gosta de esportes, jogamos muito ping-pong e basquete com a rapaziada das quebradas de Bucareste, foi mais interessante que a cidade em si. Talvez porque as pessoas, os cachorros e as coisas ainda vivem como se o ano de 1989 nunca tivesse terminado.

Próxima parada transilvânia!

Eu, Pacco e o Cristhian que me hospedou na capital da Romênia

Eu, Pacco e o Cristhian que me hospedou na capital da Romênia

Anúncios

Ações

Information

3 responses

27 08 2009
Amanda(Tia Luzia)

Oi Rô!! tdo bem ?! Fico feliz em saber q apesar dos apertos está tdo sempre tanto certo. O André pediu pra te avisar que o Canal SporTV abriu seleção para correspondentes internacionais, formado em jornalismo que é o seu caso né só q as inscrições se encerram no dia 31 de agosto, dps entra no site pra ver direito http://www.sportv.com.br. E o André te manda abraços.

BjOs Fica com Deus !!!!

23 10 2009
A cidade duplicada: Buda « O viajante possível

[…] um lugar pra escrever tranqüilamente. Agora estou em Budapeste e antes meu último local na Romênia foi Cluj-Napoca, que há pouco mais de um século atrás pertencia à Hungria. Mas só pra dar uma […]

23 10 2009
Transilvânia, episódio 1: o dia que a saudade me arrebatou « O viajante possível

[…] ultima noite em Bucareste foi bem agradável, eu, Christian e o irmão mais novo dele, o Alin, fomos para um pouco de […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: