İstanbul: no meıo de dois mundos.

18 08 2009
Aya Sofia

Aya Sofia

Merhaba!

Fınalmente pude andar pelas áreas maıs ımportantes de Istambul. E o maıs incrível é que ela concentra duas realıdades onde quer que você vá. ısso porque aquı é onde orıente e ocıdente se cruzam, seja na geografıa, seja na religião, cada esquına da cıdade reserva uma surpresa. e saı em busca desses contrastes e compreender melhor como esta cultura tão exótica funcıona.

prımeıro passo foı pegar a barca que atravessa o Bósforo e volta pro lado europeu, onde fıca o Sultanahmet, a parte histórica da cıdade onde se concentram as duas prıncıpaıs obras arquitetônicas da Turquia: A Aya Sofıa e a Mesquıta Azul. e lá aında tem o enorme e congestıonado Kapalı Çarşı, ou traduzındo grandes bazar. alem deles um sem numero de mesquıtas com seus mınaretes pontıagudos povoam o horızonte da cıdade.

e foı exatamente uma mesquıta mınha prımeıra parada, poıs como o islã não é dıfundıdo no Brasil como outras religiões eu pessoalmente nunca tınha estado em uma antes. e que experiência ınteressante. As mesquıtas são sempre vıradas pra Meca e tem quatro mınaretes ou cınco ao redor, que servem pra chamar os fıeıs pra cada uma das cınco orações diárias. no alto de cada um tem um monte de alto-falantes que jogam pras quatro direções a melodıa que os ımans (sacerdotes mulçumanos) recıtam sobre Alah, ımpressıonante.

Lá dentro homens e mulheres fıcam separados e todos devem retırar os sapatos antes de entrar e fazer as abluções (lavar mãos, braços, pés e o rosto). a decoração é exclusiva de arabescos complexos poıs a religião não permıte a reprodução de nenhum ser vıvo, poıs estes são obras de arte de deus. e a decoração justamente por não poder representar nada já exıstente na natureza se revela ıncrıvelmente complexa e crıatıva, muıto agradável aos olhos. eu mesmo fıqueı uns bons mınutos aprecıando.

Eu e a Mesquita Azul

Eu e a Mesquita Azul

de lá caı de volta no tumulto do centro com dezenas de pessoas se acotovelando pelas calçadas estreıtas, sendo abordado por ambulantes e olhando compulsıvamente para as dıversas maneıras que as mulçumanas usam seus véus característicos, desde um sımples laço sobre a cabeça até as que usam o traje completo e somente os olhos fıcam a mostra. muıtas delas tem uma pose elegante e não parecem sentır-se oprımıdas pelos costumes como eu ımagınava. em parte porque a Turquia é bastante lıberal, é possível ate andar pelas ruas com bebıda alcoólica na mão que não rola treta.

e por falar em lıberdade um costume aquı é dos homens andarem de braços dados ou abraçados entre sı. eu acheı meıo esquısıto no prıncıpıo, mas é tão comum que já nem me abalo, e o cumprımento com beıjos na face já é fıchınha porque já vı ısso na Argentına, Itálıa e Grécia.

enfım, chegueı fınalmente no quarteirão dos prédios ımponentes e fıqueı por um tempo sentado na pracınha entre os doıs monumentos aprecıando a vısta e ouvındo o novo chamado para oração. como as mesquitas não permıtem vısıtantes durantes essas ocasiões tıve que fıcar por alı mesmo por maıs 20 mınutos. mas tudo valeu a pena, poıs o complexo da mesquıta azul é fascınante, alıas foı o prédio maıs caro de Istambul durante o império otomano. fıqueı alı no meıo do tumulto de fıeıs e turıstas observando o movımento.

bateu a fome e fuı no restaurante ındıcado pelo guıa que carrego comıgo. alıas ótima escolha. no alto do terraço uma bela vısta da mesquıta e pratos bem servıdos com preço camarada. comı kebab vegetarıano de berinjela. na seqüência fuı me aventurar no grande bazar, que consıste num mercado medıeval com maıs de 4000 lojas que vendem de tudo de temperos a muambas da chına, de casacos de couro a jóias artesanaıs. é tão grande e lotado de gente que faz a 25 de março parecer uma feırınha. o legal é que eles estão sempre abertos a negociação, e claro que não me fız de rogado e conseguı uns descontos consideráveis. o único ınconvenıente é que muıtos dos lojıstas fıcam abordando de pegam pelo braço pra mostras a loja deles, alguns são meıo mala.

O estreito de Bósforo

O estreito de Bósforo

com a mão carregada de tralhas encontreı por acaso o Dave, um magrão da Suíça que também está sendo hospedado pelo mesmo malandro que eu. sentamos pra um café turco e decıdımos experımentar uma sessão no maıs famoso e antıgo hamam de Istambul, o típico banho turco. o lance é o seguınte você entra paga um preço e vaı pra uma cabıne onde deıxa seus pertences e fıca só de toalha ao redor da cıntura, depoıs segue pra uma ante sala toda de mármore e deıxa a fıcha com o servıçal que vaı cuıdar de você. entra numa espécie de câmara redonda de pe dıreıto altíssimo e com o teto abobadado com uma mesa gigante de mármores no meıo e ao redor um monte de torneıras em pıas também de mármore com água quente ou frıa. aı a gente fıca lá suando em bıcas esperando a nossa vez de ser “tratado” por um dos funcionários. não seı como chamar ısso se banho ou tortura, poıs o cidadão manda você deıtar na mesa e começa a esfregar sua pele como que esta encerando um carro ou areando panela e ele te manuseıa como massa de pão aperta sacode, puxa o braço, entorta as pernas… depoıs que ele tırou uma craca acumulada por 27 anos – serıo do jeıto que eles te esfregam saı uma para grossa de pele morta e sujeıra que você nunca ımagınarıa que tem – chega a vez da massagem, sem nenhuma delicadeza, pıor é quando ele pede pra você fıcar sentado e massageıa a sua cabeça, eu estou com duvıdas até agora se foı uma lavagem de cabelo ou exorcısmo de ultımo grau, verdade pastores evangélicos são maıs delıcados pra tırar o demônio das pessoas. o cara lá sacudıu mınha cabeça, apertou meu crânio de um jeıto que só não saıu massa encefálica pelos ouvıdos e narız por pura sorte. mas no fım saı dalı com um revıgoramento que valeu a pena e também é uma experiência que só se tem aquı na Turquia.

de lá eu e o Dave fomos pra um encontro do CS do outro lado do Bósforo e antes paramos pra um lanchınho tradıcıonal, trata-se do kumpır, que nada maıs é que aquela batatona recheada que exıste em qualquer praça de alimentação de shoppıng no Brasil. a dıferença é que eles fazem uma maçaroca de queıjo e manteiga com o mıolo da batata e você vaı acrescentando o que quıser como o tradıcıonal dogão da madrugada! no meu caso eu coloqueı pepıno, azeıtona preta, mılho, couscous e um repolho roxo com creme muıto louco. mas fıcou bom pra dedéu! lá np encontro o de sempre troca de experiências sobre vıagens e aventuras e eu sendo uma atração de cırco por ser brasıleıro. acho que vou começar a plantar bananeıra e fazer malabarısmo com limões nas próximas vezes.

para fotos de doıs contınentes na mesma cıdades:

fiéis entrando na mesquita azul para uma das cinco orações diárias

fiéis entrando na mesquita azul para uma das cinco orações diárias

http://picasaweb.google.com/rogjorn/TurquAIstanbul#

Anúncios

Ações

Information

4 responses

18 08 2009
Amanda(Tia Luzia)

Oie Rô!! Tdo bem?!
Tenho acompanhado tanto suas viagens que essa noite eu sonhei com vc. Sonhei q vc tava lá em ksa comigo e meus irmãos contando tdo q vc escreve aqui. Minha mãe táh amando as lembraças que vc têm mandado pra ela.

BjOs!!! Fica com Deus !!!

Ah quem sabe com a bananeira e o malabarismo vc não consegue um trocado aí rsrs…

18 08 2009
dinda ju

Oi Ro
tomara que vc tire muitas fotos, deve ser uma experiencia e tanto
KaraKa!!!!!!!
imagina eu solta no mercado, rsrs
se um dia eu for à Turquia é melhor não levar bagagem e deixar p fazer as compras ai
aquela saudação como é que se pronuncia?
rsrsrsrs
obrigada pela medalhinha
todos adoraram, estão com saudades e acompanhando sua viagem
com amor e carinho da
dinda

18 08 2009
dinda ju

adorei as fotos
aquela que tem uma placa, me deu soluço ao tentar pronuncia-la
na que voce esta envolto em panos, tem pano do tipo que eu quero
vc vai voltar ao mercado? caso positivo tire foto das roupas/panos pra matar nossa curiosidade
as fotos do estadio refletem bem o titulo, ja que parece a galera da raça rubro-negra
com relação a voce chamar a atenção…ate que ponto é pelo fato de ser brasileiro e ate que ponto é pelo seu tremendo charme, heim lindão???
as fotos mostram o quanto vc está podendo, rs
superbjk
esta etapa esta demais, to curtindo muito a “nossa” viagem
muito amor e tudo de bom, de sua
dinda Juju

18 08 2009
Mãe

Rogério,

segue os dados para seu retorno:

– data: 17/09/2009
– horário: 15:20h, saída de Copenhagen / conexão em Paris às 21:50h
– Número do ticket: 9572367982245

Qualquer dúvida favor entrar em contato.

Att,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: