Mil anos em um dia!

17 07 2009
o parlamento austríaco

o parlamento austríaco

Finalmente em Viena! e assim que cheguei na casa do meu anfitrião já troquei de roupa porque tinha um compromisso com o pessoal do couch surfing (pra quem ainda não sabe é uma comunidade na Internet de pessoas que gostam de viajar e interagir, então muitas hospedam os integrantes da comunidade de outras cidades ou paises em suas casas de graça!). e como o sistema de transportes daqui é bem parecido com o de Praga já estou tirando onda! comprei o bilhete de 48 horas e vou de metro, tram ou ônibus pra onde quiser quantas vezes quiser.

Cheguei na área do encontro com quase duas horas adiantando o que me permitiu dar um role pela redondeza e ainda deitar em uma das redes que fazem parte de uma instalação artística no parque onde fica a quadra. li um pouco e ainda cochilei. logo depois me encaminhei pro ponto de encontro. Apresentei-me, e quando disse que era do Brasil, o Phillip, que organiza a pelada já falou que eu ia jogar no time dele.

O vôlei em si não foi com tanta qualidade, mas valeu pra me divertir, fazer uma atividade física diferente de andar que nem camelo e conheci uma galera muito legal! de lá ainda fomos a um bar novo uns 15 minutos andando. voltei pra casa já quase 23h30, meu anfitrião, o Michael, tinha saído, mas uma chave ele deixou comigo. tomei um banho necessário e capotei.

Hofburg, o palácio real

Hofburg, o palácio real

Só levantei no dia seguinte 10h. fui ao mercadinho mais próximo comprar umas guloseimas para o café da manhã. o detalhe é que a maioria das lojas daqui do bairro são de turcos, então não bastava eu não sacar quase nada de alemão ainda tenho que encarar turco escrito e falado pra tudo quanto é lado. alias, eles são 15% da população aqui de Viena, e ainda tem uma cabeçada de sérvios, albaneses e croatas. vejo direto mulheres muçulmanas dessas áreas dos bálcãs, isto é, branquelas e de olhos claro, ao invés do tipo árabe.

Depois do café reforçado sai pra mais um dia de caminhada e finalmente conhecer as maravilhas de Viena, uma cidade com mais de mil anos de historia. comecei pela área da universidade federal, depois prefeitura e parlamento, que tem estilo grego, como um partenon austríaco. depois cheguei na área dos museus, um depois do outro, mas só entrei no de historia natural, que tem uma coleção fantástica, principalmente de partes de meteoritos e como estrela principal de seu acervo a vênus de Willendorf, uma estatua representando a mulher ideal que foi encontrada em princípios do séc XX e foi feita ha mais de 25 mil anos (é uma famosa estatua de uma gordinha que aparece em vários livros didáticos e enciclopédias ai afora).

o museu de história natural

o museu de história natural

Na seqüência me deparei com o palácio imperial, da época do império austro-húngaro que, inclusive, deu ao Brasil uma imperatriz, a Leopoldina, que se casou com o seu. o meu, o nosso dom Pedro I! a vista do palácio é incrível cheio de pompa e detalhes em ouro, realmente uma mostra de quanto poder ele já guardou.

Dali andei até um mercado de rua que parece uma “Casa Pedro” gigante, com um monte de turcos vendendo secos e molhados, queijos e carnes. comi amendoim com cobertura de wasabi (aquele creminho verde da cozinha japonesa que faz qualquer um chorar). visitei, em seqüência o donukanal, ou seja, o danúbio, famoso rio europeu e que definitivamente não é azul, como na sinfonia, está mais pra verde amarronzado.

Voltei a área mais central vi algumas igrejas e ruas com prédios interessante. entrei na maior catedral da cidade, a de são Estevão e ainda dei uma olhada no manifesto vegetariano que estava rolando na principal praça daqui. voltei pra atualizar tudo e me arrumar, porque hoje é adversário de 27 anos do Michael e vai rolar festa!

Ps: uma coisa muito legal daqui é que tem uns bebedouros muito bons na rua. eu comprei uma garrafinha no mercado e é só encher no próximo bebedouro, sem essa historia de ficar carregando um garrafão de dois litros pra cima e pra baixo com água esquentando ainda por cima.

Ps 2: que calor que está fazendo aqui, hoje deu mais de 30 graus! o povo aqui está ficando rosa. eles se espalham por onde dá pra ficar torrando no sol!

mercado de rua em Vienna. A maiorira dos produtos são de origem turca

mercado de rua em Vienna. A maiorira dos produtos são de origem turca

Anúncios

Ações

Information

4 responses

18 07 2009
dinda juju

oi querido
que legal a estreia em viena, nao esqueça de dar um bj no freud por mim
ah, em tempo, adoro os titulos que batizam suas aventuras

a mamae esta em sua casa neste fim de semana, aqui ta o maior calor durante o dia e refresca a noite
saudades, fique com deus

bjkarinhosa
dinda

25 10 2009
Azul da cor de Bled! « O viajante possível

[…] com uma historia tão grande! cheguei aqui de trem na maior correria domingo. isto porque sai de Viena 16h e teria que trocar de trem em Maribor, a segunda maior cidade daqui, por volta de 19h45. só […]

25 10 2009
Num Freud! « O viajante possível

[…] post, sexta de noite foi dia de festa. aniversario do Michael, que está me hospedando aqui em Viena. o evento foi num porão, onde fica a sede de uma espécie de ong de uns amigos dele e chama-se […]

27 10 2009
Pra Viena de van! « O viajante possível

[…] eu cheguei em Viena vindo de van. eu estava lá na praça principal em Cesky Krumlov e aí passou uma topic com um […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: