Camiño salteño

15 03 2008
arg 278

Igreja de São Francisco

Hoje deixei metade do dia pra descansar, acordei quase meio dia. Depois fui explorar a cidade, que é um ponto turístico relativamente novo na Argentina pros estrangeiros. Aqui é uma região de influencia Inca, tem uma geografia única e também é uma área bem tradicional de folclore argentino.

minha primeira missão foi sacar grana, pois não tinha nenhum peso argentino na carteira. de lá fui ao mercado central e comi uma pizza grandona e um refri de 1 litro, que não sabia que era desse tamanho pelo preço R$7,00.  Lá bati o recorde de abordagem por ambulantes e pedintes, foram mais de dez em 40 minutos. Depois corri a uma lan house pra descarregar as fotos do Chile.

Aí sim pude ver as belezas da cidade de Salta. Pra começar as Igrejas de são Francisco e a Catedral e o Convento de são Bernardo, que só pode ser visto de fora, pois só as freiras têm permissão para entrar. De lá fui ao Museu de Arqueologia de Alta montanha, que é novo pois expõe as relíquias e múmias Incas descobertas na região em 1999. Não existem palavras pra descrever a sensação de ver a múmias de perto.

São três crianças sacrificadas aos deuses, e estão muitíssimo bem conservadas pelo clima, parece que só estão dormindo. As múmias são crianças escolhidas em cada tribo do império que são levadas à Cuzco para a cerimônia de casamento simbólico, depois dão duas voltas na praça central e voltam pra seus vilarejos pra serem sacrificadas. esta viagem de volta tem que ser em linha reta, não importa os obstáculos, por isso alguns podiam demorar meses pra regressar.

arg 282

Convento de São Bernardo

arg 333

O Cabildo de Salta

depois eles eram vestidos adequadamente no local do sacrifício, a 6700 mts de altura, e tomavam uma bebida alcoólica a base de milho e dormiam e eram enterrados vivos. Para todos uma grande honra! Realmente as relíquias e os corpos estão em perfeitas condições uma menina de 15 anos e um casal de 6 anos são os niños de Llalluiallaco, o vulcão onde estavam enterrados.

depois fui até o parque municipal onde tem uma vista incrível do alto do cerro e se alcança o cume por um teleférico muito mais seguro que o de Santiago. Lá na bilheteria encontrei os 3 franceses que estão no mesmo quarto que eu, um cara e duas minas, eles vão pro Rio em uma semana e uma delas está aprendendo português, eu fui o primeiro brasileiro que ela fala em português, descabacei ela!

voltei por albergue e agora escrevo antes de me preparar pra fiesta que terá hoy a noche!

Até amanha!

Anúncios

Ações

Information

3 responses

27 10 2009
Refém das circunstâncias « O viajante possível

[…] é em meio desse enredo que eu realmente me lasquei. Saímos de Salta às 15h da tarde de segunda-feira dia 16 de março. Estava tranqüilo por que a maior parte da […]

27 10 2009
Fiesta con nostros hermanos! « O viajante possível

[…] foi minha despedida de Salta, e em grande estilo. Como falei antes conheci uma cabeçada de argentinos no tour a Cachi, e então […]

27 10 2009
Perdido no deserto « O viajante possível

[…] uma jornada através do deserto, vales e montanhas para atravessar de San Pedro (Chile) até Salta , no norte da Argentina. Peguei minhas coisas e fui até a praça para tomar o ônibus, pois a […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: