Impressões

9 03 2008

Hoje passei a maior parte do dia viajando entre Valparaíso e La Serena, uma cidadezinha ao norte e que é a segunda mais antiga do Chile. Só deu tempo pra comer algo. Portanto vou postar aqui dois poemas que fiz inspirado pela viagem. O primeiro escrevi no ônibus atravessando a Patagônia, e o segundo escrevi ontem em homenagem ao dia internacional da mulher e inspirado já pelo livro de Antologia de Pablo Neruda. Aqui vai então:

Lar e longe

Terra minha pela qual

Tenho tanto apreço

Sinto saudades de teus campos,

Cores e cheiros.

Aqui, dos extremos do mundo,

Lembro sempre de ti

E dos que aí me esperam.

Casa e abrigo de meus receios e sonhos,

Onde me sinto parte de teu povo.

E agora, tão longe, não te esqueço.

A família, que lá trás deixei,

Sempre levo em meu lado esquerdo.

Pátria mãe, que outrora me acariciou

Tem seu filho estrangeiro,

Viajando longe para dar-te c

Cada vez mais valor.

xxxx

Para Todas

Quero falar para todas as mulheres

Todas que me rodeiam, e

Mesmo as que encerram

sentimentos latentes.

Quero homenagear toadas as mulheres,

Todas as mães que tenho

De sangue, de avó, de madrinha…

Todas as mulheres que tenho

De amigas, de tias, de vizinhas…

Quero amar todas as mulheres

Pois a elas que devo a vida.

À mulher pátria mãe e gentil,

Que em teu seio aprendi

A ser alguém.

À mulher que há em cada esquina

ensinando que a vida

É mais simples do que supomos.

Às mulheres belas de espírito

Que me mostram que

A felicidade é mais simples do que supomos.

Às mulheres corajosas

Que me provaram

Que a força não vem só dos músculos,

Mas do espírito destemido.

Quero homenagear a todas as mulheres,

Todas que me acompanharam

seja diariamente ou bem de vez em quando,

Mas todas são fundamentais.

Quero homenagear a todas as mulheres,

Todas que admirei e agradecê-las

Pela inspiração, por serem força motriz

De minhas obras.

Quero homenagear a todas as mulheres.

As santas e as putas,

As latinas e as russas,

As boazinhas e as malvadas,

As histéricas e as obsessivas,

As hippies e as enlouquecidas,

as celibatárias e as lésbicas.

Todas as mulheres.

Todas terrenos fértil da humanidade.

Todas berço de uma verdade invariável.

Todas flores de um estação eterna.

Que todos os dias sejam seus.

Que todos os versos sejam seus

Que todo o amor que tenho seja seu.

Às mulheres, a elas por tudo

Que dedicam à vida,

E por toda a vida que geram.

xxx

fui!

Anúncios

Ações

Information

2 responses

9 03 2008
dinda

oi ro
que coisa mais linda!!!!!!!!!!!!!!!
li para a mamãe que tambem ficou muito emocionada
bem, parece que voce não só foi visitar o neruda como o trouxe com voce
como diria o batman: santa inspiração!
mais aí vai uma declaração:
nós mulheres tambem te amamos muito
coisa mais querida
volte logo
bjk
dinda

10 03 2008
DANILOjUCARA

saudades adorei as poesias que esta viagem possa abrir e clarear a sua mente bem mais do que ela ja eh que vc seja sempre este otimo filho que eh beijos te amamos muito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: